embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

sábado, janeiro 17, 2009

MEMORIAS III

RECORDAÇÃO
Choro...
Por te não ter aqui
Neste momento
Porque te recordo em tudo
E nada sei de ti
Estou no cimo de um monte
Que ambos amávamos
E esse amor
É ainda a corrente que nos liga
Choro...
Por não poder sentir a tua alma
Ver pelos teus olhos
Alcançar o teu pensamento
Como quando eramos um todo
Em dois corpos distintos
Quando a distância não nos separava
Antes nos unia
Mais e mais....
Quando bastava um só olhar
Para adivinhar o que sentiamos
Quando o silêncio
Dizia mais do que todas as palavras
É por tudo isso que choro
Mas choro sobretudo a minha morte
Porque ao perder-te
Perdi também a vida
Vale da Forna
15/7/1977

17 Comments:

Blogger Aura Sacra Fames said...

Como é difícil a solidão, mas não é estar completamente só, porém na ausência do amor, daquele que lhe completa, depois disso só fica a recordação, mas até lá como você disse perde-se a vida.

Belas fotografias.


Abraços
aurasacrafames.blogspot.com

11:46 da manhã  
Blogger prafrente said...

Como diz a canção "...dava tudo para te ter aqui, ao pé de mim, outra vez..."

A distância física aumenta os verdadeiros amores e enfraquece os falsos.
Uma das coisas que a vida me ensinou é que nada é um dado adquirido, nada é eterno, no espaço e no tempo em que físicamente nos situamos...nem os nossos problemas.E a ESPERANÇA leva mais longe que o MEDO.
As lágrimas são parte integrante da vida; além de serem água e cloreto de sódio são a manifestação visível das nossas emoções mais íntimas.Libertam as nossas tensões interiores e são uma catarse benfazeja.

Nada mais falso do que dizer que um homem nunca chora...

Coragem para as tuas lutas diárias que não têm sido fáceis. O meu coração está contigo...

"Quando desejamos fortemente alguma coisa todo o universo se movimenta para que consigamos alcançá-la..." Paulo Celho

Quanto ás fotos reforço aquilo que sempre disse: estão magnificas...

Muitos beijos

2:36 da tarde  
Blogger prafrente said...

Enganei-me no nome do escritor brasileiro que mencionei no final da mensagem.Quiz dizer Paulo Coelho...

2:39 da tarde  
Blogger silvioafonso said...

.

A distância que levou a sua vida da minha deixando essa saudade, única lembrança de você em mim. Distância que separa ou objetiva a saudade. Distância que meço com os olhos e que o meu coração não entende. Distância do alcance das minhas mãos e que a minha alma rejeita. Distância do abraço e dos beijos. Distância que levou você e deixou tão perto este silêncio de velório.

silvioafonso.





.

7:20 da tarde  
Blogger Tozé Franco said...

Olá Zica.
Em 1.º lugar quero agaradecer a visita que fez ao meu canto e as palavras que por lá deixou. Espero ser a 1.ª de muitas visitas.
Li atentamente os seus textos e a ausência é uma coisa terrível.Vale que ficam a lembranças de tudo de bom que vivemos.
Vou linkar o seu blogue.
Tudo de bom para si.
Um abraço.

9:31 da tarde  
Blogger Mélia said...

The scab on my wound broke reading this poem and I am bleeding again...

Beautifully written.

2:56 da manhã  
Blogger silvioafonso said...

.

A arte da sua grafite adornou as paredes das minhas pichações. Quanto ao seu trabalho, lá, deixado eu diria; "lapaliciana verdade".

silvioafonso.





.

12:47 da tarde  
Blogger Mélia said...

Obrigada pela visita.

Sim. Leio português. Sinto uma certa timidez escrever na minha lingua original, pois saí de Portugal quando tinha 14 anos.

Vivo fora há mais de quatro decadas, isolada de contacto com a comunidade portuguesa. Mantive a lingua por um amor e sentimentalismo muito profundo. Agora com o contacto da net é muito mais fácil.

Tenho lido o seu blog desde já alguns meses. Gosto muito. Gostei de ver as fotos dos netos e da família. Muitas vezes não comento porque quase sinto um tipo de invasão na vida das pessoas. Mas o facto é que gosto muito do seu estilo. Os versos tocaram-me de tal maneira que tive mesmo de dar sinal...

Como a vida troca quando um querido parte....

Beijo,

Mélia

7:15 da manhã  
Blogger Aura Sacra Fames said...

Concordo o monumento é impressionante. Churchill em parte está certo, pois modelos novos podem ser elaborados e antigos editados.

Abraços
aurasacrafames.blogspot.com

12:04 da tarde  
Blogger olhodopombo said...

o dificil é se
saber separado
de um outro que
não se pode
alcançar
com o toque ....

11:45 da tarde  
Blogger Flávia said...

Oi Zica, minha linda!
Eu te entendo... Como disse Aura, solidao nao e' fa'cil nao... Mas a gente vai vivendo, com mais esse outro artefato.
Bom! To com saudades de vc.
Com alguns planos novos, depois posso te mandar um email?
Beijos

9:03 da tarde  
Blogger silvioafonso said...

.


Pelo que vejo não é só da minha página que você se ausentou. Deu um tempo, também, na sua, point de todas as vidas e almas escolhidas.
Temos, eu e os seus amigos, saudades suas. Faça-se, quando puder. Mas que não demore ou morreremos todos por sua ausência.

silvioafonso.



.

10:03 da tarde  
Blogger silvioafonso said...

.

Dos Fernandos, ainda, retumbam na minha alma a sensibilidade dos seus versos. Fernando Sabino ou Fernando Pessoa, não importa qual Fernando se o gostoso de sua poesia tem o cheiro da manhã de primavera, na praia contando as ondas.

silvioafonso.




.

6:52 da tarde  
Blogger direitinho said...

Bom dia
Estive a ler uma parte dos seus poemas.
As mensagens poeticas, embora tristes, são claras e objectivas.
As fotografias são excelentes.
A vida continua e é feita destas coisas.
Desejo-lhe tudo de bom para suportar os momentos mais tristes.

6:23 da manhã  
Blogger Aura Sacra Fames said...

Obrigado pelas palavras!


Desculpe-me pela ausência.
Abraços
aurasacrafames.blogspot.com

1:29 da tarde  
Blogger Nuno de Sousa said...

Belíssimas palavras de palavras por quem as saber escrever... parabéns tem aqui mais um blog de grande beleza, e as fotos são suas?
Bjs
Nuno

12:25 da tarde  
Blogger Zica Cabral said...

Nuno, tentei osta um comentário em 2 dos teus blogs mas não consegui que abrissem as janelas para dar as respostas. Por isso, aqui ficam. Sim as fotos são todas minhas. Embora não passe de uma simples amadora adoro fotografia e aqui onde vivo, sitioslindos para fotografar é o que não falta. Aliás em toda a parte, basta que onosso olhar esteja atento e que tenhamos a maquina á mão. EU nem sempre tenho o que me faz muita pena.
Obrigado pelas palavras tão elogiosas.
Um abraço
Pertenço a um site de fotografia onde tenho uma galeria. Vai la espreitar de diz-me o que pensas
http://www.olhares.com
Zica

12:39 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home