embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

terça-feira, outubro 11, 2005


MAR

Se no mundo interior do teu ser
Procurares o mais belo de ti

Seguirás uma luz
Que te leva a um mar
Onde múltiplas cores tu verás

É o verde das folhas de esperança
O azul do horizonte sem fim

O vermelho do fogo
O amarelo do Sol
O negro da noite, a prata do luar

E nas ondas revoltas da vida
Sentirás o medo de a enfrentar

Se venceres essas ondas
Irás encontrar
O infinito prazer de viver




Zica Caldeira Cabral 09-02-2001
Este poema e o anterior que coloquei no blog, assim como outros que irei pôr, fazem parte de uma serie de canções para crianças que resolvi compôr e que ensinava aos meus alunos de 6 a9/10 anos.
Dedico este post a todos os meus alunos do Bambi, do Restauração , do Mundo Portugues e do Externato Paula Vicente e a todas a crianças em geral para que façam um Mundo melhor no futuro. Eu tenho tentado através da musica educar as crianças no sentido da preservação da Natureza e entreajuda das especies

4 Comments:

Blogger TMara said...

uma bela forma de ensinar e de aprender. Bem hajas, Bjocas doces e :)

9:41 da manhã  
Blogger Menina_marota said...

Tenho estado ausente por doença, mas é gratificante entrar aqui e ler-te.

Vou sair agora (a "janta" não espera, mas voltarei mais logo para ler esta maravilhosa poesia que nos apresentas.

Um jinho ternurento ;)

7:19 da tarde  
Anonymous Assunção said...

Ai o mar, o mar... que saudades do mar, do barulho das ondas, do cheiro a maresia, do sal na pele, da areia entre os dedos... nesse tempo eu vivia... agora sobrevivo!

11:28 da manhã  
Blogger superescritor said...

zica!!!sou um dos seus alnos do mundo portugues...ainda to tempo da tuxa...obrgido pela dedicatorio e pelo esforço da educção pelos mais belos sons do mundo..as notas de uma partitura

2:53 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home