embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

domingo, junho 28, 2009

A VIDA

Sim, sei, a vida é como um rio, sempre correndo para chegar à foz e misturar-se com mais água, seja ela de outro rio, lago, mar ou oceano.
Como um rio, a vida corre,abre caminhos, circunda obstaculos impossiveis de transpor, cria o seu proprio leito, o caminho a percorrer. Encontra pedras, terreno mole, inunda, muitas vezes outros leitos mas, volta ao seu percurso.
Corre depressa nalguns sitios, como se desejosa de chegar à sua meta, noutros vai devagar, saboreando as margens, novos sabores, novos cheiros, novas musicas de passaros a chilrear, novas experiencias ........
Enche-se de sedimentos à medida que passa ..........são todos os que se cruzam no seu caminho que a vão enriquecendo. São sedimentos de novos saberes, de novos conhecimentos que permanecerão para sempre, se importantes, ou ficarão pelo caminho se mais futeis.
O amor faz parte dessas águas.........o amor que recebemos em crianças, arma poderosa para o aprendermos a dar; o amor de adolescentes , o primeiro palpitar dos corações e o despertar da sexualidade; o amor adulto, soma de todos esses amores ja experimentados. O amor que se encontra e se vive intensamente................o amor que se perde e se lamenta sempre.
Nas águas revoltas do rio da vida os amores entrelaçam-se ,misturam-se e, por fim, desfazem-se em espuma. Mas, enquanto não se vão, os amores perdidos doem, cavavam feridas profundas no leito do rio da vida. Algumas levam anos a sarar e deixam uma cicatriz eterna.............


Zica C.Cabral
28-06-2009

4 Comments:

Blogger Estações da Vida said...

Olá, amiga. Espero que estejas bem. Sabes, o que posso te dizer é que a vida é um presente divino, um grande desafio, mas que vale a pena viver. E quando chegar a nossa hora de nos mudarmos para o " mundo maior" possamos dizer, gritar em alto tom: " Passei pela vida e vivi..."
Aproveitemos os momentos maravilhosos ao lado da pessoa amada, dos filhos, da família, dos amigos, das pessoas que queremos bem, porque um dia as perderemos...( ou elas nos perderão, primeiro...quem sabe?). Fica bem, amiga. Beijinhos.

3:35 da manhã  
Blogger direitinho said...

Olá boa tarde Zica
Gostei deste texto e parece-me estar muito viva a água desse ribeiro que mesmo sem querer vai correndo e seguindo seu destino.
É verdade que ao longo do percurso todos os ribeiros vão ficando mais ricos quer pela quantidade da água das novas nascentes como como pelos percursos percorridos,quedas e ravinas perigosas como ainda pela lentidão de uma leziria.
É das coisas que muito me encanta e me ajuda a sonhar coisas muito doces da vida - um ribeiro de água cristalina.
A água não voltará a passar no mesmo sítio duas vezes e esta liçao temos tambem de a assimilar, vivendo o nosso dia a dia o melhor que nos for possivel e abrindo as portas para o Sol entrar e continuar a amar aqueles que sempre estiveram connosco e que são nossos amigos.
Um dia o nosso ribeiro encontrará a praia e o Grande Oceano.
Desejo-lhe uma boa semana e daqui de casa vão tantos beijinhos que farão parte desse ribeiro da vida.

5:57 da tarde  
Blogger Vieira Calado said...

A vida é como um rio revolto...

Bjs

8:54 da tarde  
Blogger Manel do Montado said...

A vida é algo de que, apesar do que por já passei, não me queixo.
As feridas de amores frustrados saram-se com indiferença a quem não foi capaz de nos amar com a dimensão com que nós os amámos.
Bj

11:27 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home