embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

segunda-feira, julho 27, 2009


Matizes


Na cor da erva dos campos
Vejo os teus olhos
Verdes e profundos
Olhando o horizonte
Perdidos em pensamentos cor de areia
Nas cores do Mar vejo os teus olhos
Azuis como as marés
Olhando-me com a ternura imensa
Que me ofereces
quando me abraças
Nas cores das pedras
De matizes variadas
Vejo o teu coração
Que me transmite
A calma segura
Do teu olhar sereno
Me apoia
Como um rochedo firme
Onde me aconchego
Amar-te faz-me feliz

Hulverstone – 24/07/2009
A foto foi tirada na Boca do Inferno, em Cascais e foi-me enviada por um amigo muito querido a quem pedi licença para a publicar. Por razões pessoais quer permanecer anónimo.



3 Comments:

Blogger sagher said...

obrigado pela visita e pelo comentario.

5:30 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

O Zé tirou essa foto quando fomos até à Boca do inferno. Ficou bem bonita.

12:15 da tarde  
Blogger direitinho said...

Esta foto é muito bonita.
As imagens que ainda conservo desse local são bem diferentes e aterradoras.
A fúria do mar entrando nas rochas e escarpas tão profundas parecem mostrar mesmo a entrada para o inferno.
Depois dizem sempre por ali, que alguns procuram este local para fugir deste mundo e então fiquei ainda mais pertubado.
O poema é realmente uma maravilha.

7:08 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home