embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

sexta-feira, novembro 27, 2009

Subitamente



Subitamente
Deixei de olhar para trás
E os meus olhos espraiaram-se no horizonte
Subitamente
Sacudi um passado
Que me pesava nos ombros
E na alma
Subitamente
Apareceste
O céu tornou-se azul
O arco-iris brilhou depois da tempestade
E o mar acalmou.
Subitamente
O amor resplandeceu
E jorrou de uma fonte
Não esperada
Subitamente
Fiz-me de novo à vida
E disse SIM
Zica CC - 26.11.2009


foto de ZCC - Costa Sudoeste da Ilha de Wight









11 Comments:

Blogger direitinho said...

É isso Zica. Força nesse olhar sempre em frente.
Felizes os que amam, porque tem vida em si.
Felizes os que sonham porque acreditam no amanhã mais feliz.
A foto está esplendida.

9:16 da tarde  
Blogger mari (a)penas... said...

Que boas vibrações se sentem por cá!

Excelente poema. Conteúdo, ritmo, força...

As coisas mais fantásticas da vida tendem a acontecer quando menos esperamos, ou como diz, "Subitamente". E a elas temos que saber dizer SIM.

A Zica conseguiu. Eu fico feliz!
:D

Beijinhos

5:03 da tarde  
Blogger mfc said...

Há sempre um dia em que deixamos de olhar para trás porque nos apareceu aquele alguém por quem esperavamos!

6:10 da tarde  
Blogger Graça Pereira said...

Subitamente tudo pode mudar...para melhor!Só é preciso tomar a decisão.
Um poema bonito e cheio de esperança.Gostei. Continua.
Um beijo.
Graça

8:59 da manhã  
Blogger Tozé Franco said...

Votos de um Santo Natal.

9:21 da tarde  
Blogger mfc said...

Que tenhas um grande grande 2010 com tudo que desejas!
Toma um beijinho.

6:52 da tarde  
Blogger Jackie Kauffman said...

Amei! Quero também subtamente sacudir o que me pesa!

1:54 da manhã  
Blogger Miosótis said...

Olá kida amiga!
Antes de mais as minhas desculpas...
Pela prolongada ausência, pela falta de atenção para contigo, pela imperdoável falha de ainda não te ter desejado um Bom Ano de 2010, enfim, por tudo o que tenhas sentido de menos bom relativamente à minha pessoa.
Os tempos têm sido difíceis e turbulentos!
Mas eu sei que me entendes!
E as parcas conversas que temos tido no MSN atenuam um pouco esta falha.
Quanto a este poste... subitamente maravilhaste-me!
O teu sentir está todo lá, naquelas palavras que subitamente te sairam pela ponta dos dedos, aos golfões. É um transparecer de alma e uma afirmação de ti!
Regozijo-me pela tua felicidade!
Deixo um beijo terno e força nesse teu virar de página.
Que 2010 traga aquilo que mais anseias!

1:44 da tarde  
OpenID nogflavia said...

Nossa Zica! Simplesmente lindo isso! E é exatamente o que sinto agora! Move on! Vamo que vamo! ;)
Vou colocar o link lá no blog e no FB. Qlq coisa tu me avisa que eu tiro, ok!
Beijão

6:27 da tarde  
Blogger Maria Escritos said...

Bom dia Amiga. Lindo este poema. Cheio de força e garra de viver.... Adorei. Parabéns.
Um beijo grande e um xii- coração :-))))

9:34 da manhã  
Blogger Estações da Vida said...

Olá, Zica. Estás perdoada! Mas não deixes de dar notícias, o.k? Gostei do teu poema. Almejo que, subitamente ou não, os teus caminhos sejam coloridos, ensolarados, felizes...Beijinhos.

6:16 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home