embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

quarta-feira, fevereiro 03, 2010

VIVER





VIVER






Se adias o teu ser para amanhã

Nunca viverás o hoje

Se temes caminhar na escuridão

Nunca encontrarás a Luz

Se não constrois a tua Liberdade

Viverás eternamente numa cela

De porta escancarada

Que te prende o pensamento



Segue........

A Luz que te aponta o caminho

Segura a mão que se estende para ti

Liberta as correntes de aço

Que te prendem ao chão Ergue a cabeça e voa

Estende as asas

Rumo a um Sol que te aquece



Vive

Por ti

Dentro de ti

Sorri

Porque podes escrever o amanhã

E escolher o riso do futuro



Zica Caldeira Cabral

Hulverstone - 14/01/2010

3 Comments:

Blogger direitinho said...

Olá Zica
Bem aparecida. Já me perguntava o que lhe aconteceu.Trabalho x trabalho
A vida é assim e ainda bem. Enquanto trabalhamos não pensamos em tantas coisas sem nada - vazias.
Para variar gostei tambem deste poema. Você tem arte.
Se adias o teu amanhã
Se tens medo da escuridão
Se não te constróis....Muito bom

10:20 da tarde  
Blogger mari (a)penas... said...

Sorrir é o meu lema e dos meus verbos preferidos.

Sorrir com alma, para nós próprios.

Se sorrissemos mais vezes seriamos mais felizes durante mais tempo. As dificuldades iriam continuar lá, mas a nossa disposição para as ultrapassar seria certamente diferente, tornando-as pequenas.

Dividindo a palavra em partes, temos só/rir, só/ir. Ir apenas... Em frente. Sorrindo à vida!

Beijinhos

2:07 da manhã  
Blogger X said...

Muito bonito!!! "Estende as asas ... Rumo ao sol!" que bom que deve ser, faz-me lembrar Fernão Capelo Gaivota!!! Adorei BJS Alex!

1:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home