embeb src= "http://www.anos60.com/adagio/bach_air_on.wma"type="audio/mpeg"autostart"true" loop="true">

quarta-feira, outubro 12, 2005


Diz sim à vida



Diz sim ao Homem
Que ama todas as cores
Que não destroi
Nem trai sua cidade
Diz sim ao Homem
Que ama a Natureza
Faz parte dela
Preserva sua beleza

Diz sim ao parque
Onde vais passear
Diz sim ao Mar
Cheio de golfinhos
Diz sim à terra
Onde brota o trigo
Diz sim ao ar
Cheio de passarinhos

Diz sim à Paz
Feita de alegria
Diz não à droga
Que é destruição
Que faz as guerras
Mutila crianças
Diz sim à vida
Não escolhas a solidão

Amar é bom
E é tão bom viver
Diz sim à vida
Tens muito que fazer
Zica Caldeira Cabral
05 - 10 - 2000

6 Comments:

Blogger TMara said...

valores fundamentais ao nosso crescimento enqt seres HUMANOS. Bjs e ;)

9:40 da manhã  
Anonymous Assunção said...

Zica, dás-me autorização para deixar a Sara levar os teus poemas para a escola e lê-los aos coleguinhas?

1:04 da tarde  
Blogger Manel do Montado said...

Estou de pé e aplaudo, consegues traduzir numas singelas estrofes toda a dimensão do que deveria constitur o sentido humanista da vida.
Por isso aplaudo de pé, melhor, vou beber um cálice de Tinto da Talha em homenagem ao que escreves...Já está... primeiro rago... A ti, ao que escreves e captas em fotografia. É de facto um privilégio ler-te e apurar de toda a tua sensibilidade.
Bjokas sinceras

6:53 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

"Diz sim à Paz
Feita de alegria
Diz não à droga
Que é destruição
Que faz as guerras
Mutila crianças
Diz sim à vida
Não escolhas a solidão"

Que belas Palavras!! Que belo Poema nos ofereces aqui!!

Grata por esta partilha

Um abraço terno ;)

7:17 da tarde  
Blogger Isabel-F. said...

Oi Zica...

Parabéns...
é simplesmente lindo...

Bjs

1:47 da tarde  
Blogger amita said...

Passei por aqui de mansinho e fiquei encantada com a tua poesia que tanto diz em tão singelas palavras. Bem hajas. Um abraço e uma flor

7:10 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home